Geral Política

Escolas de Taió elegem os vereadores estudantis da 2ª Legislatura

As escolas da rede pública em Taió definiram os representantes para compor a 2ª Legislatura da Câmara Estudantil. Em três unidades de ensino a votação foi por meio eletrônico, através de uma ferramenta que permitiu a inclusão de fotos dos candidatos. Os estudantes foram às urnas na quarta-feira (15) e tiveram o resultado divulgado nesta quinta-feira (16).

O presidente da Câmara de Vereadores, Ricardo Oenning (Kakai) agradeceu a colaboração das equipes nas escolas e destacou a novidade deste ano, em que os alunos tiveram a oportunidade de registrar o voto eletrônico. “Nós procuramos seguir o mesmo padrão de uma eleição normal, para os jovens já se ambientarem com essa realidade. Eles foram até a sala de votação, assinaram a lista de votantes, depois foram para uma tela, verificaram o nome e a foto dos candidatos, selecionaram e enviaram o voto. Agradeço ao empenho dos diretores e professores das escolas que colaboraram muito”, declarou.

Na Escola de Ensino Fundamental Prefeita Erna Heidrich 20 estudantes concorreram as três vagas a que a unidade escolar tem direito, foram computados 418 votos e eleitos os alunos Erik Augusto Amorim, Lucas de Quadro e Ana Luiza de Matos Rah.

Na Escola de Educação Básica Leopoldo Jacobsen, nove estudantes disputaram as três cadeiras que a escola possui no projeto, foram computados 245 votos, tendo como eleitos Miguel Tamanini que se reelegeu, Matheus Fiamoncini Pianezzer e Eduardo de Souza Woelfer.

Na Escola de Ensino Fundamental Adolpho Ewald, localizada no Ribeirão Pinheiro, quatro estudantes concorreram a uma vaga, compareceram às urnas 117 alunos que elegeram Vinicius Tambosi.

Na Escola de Ensino Fundamental Adele Heidrich, a votação foi realizada na semana passada, em procedimento próprio da escola, tendo como eleito o aluno João Vitor Dias do Rosário. Já na Escola de Ensino Fundamental Hercílio Anderle a escolha foi por aclamação, tendo sido eleita a aluna Eduarda Macoppi Alexandre.

O programa reúne estudantes do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental e contou também com regras equiparáveis à ficha limpa, alunos que reprovaram ou tiveram registro por má conduta na secretaria escolar em 2022 não puderam concorrer.

Por: Assessoria de Imprensa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Grupo de Notícias