Saúde

SC destrói mais de 4,6 mil veículos abandonados em operação para eliminar focos de dengue

O Departamento Estadual de Trânsito do Estado (Detran) de Santa Catarina informou que 4,68 mil veículos foram destruídos e destinados à reciclagem, até esta sexta-feira (23), em uma operação que combate focos do mosquito da dengue. A ação ocorreu em 17 cidades (veja lista abaixo).

Com oito mortes confirmadas e alta de 650% nos casos prováveis na comparação com o mesmo período de 2023, o estado decretou emergência epidemiológica pela dengue na quinta-feira (22).

A próxima etapa da Operação Limpa Pátios está marcada para segunda-feira (26), no pátio de Joinville, maior cidade do estado, que já registrou seis mortes pela doença. No local, devem ser amassados 1,5 mil veículos, entre carros, motos e caminhões.

Nos pátios, conforme o Detran, estão veículos com demandas judiciais, apreendidos pela polícia e que aguardam para ir a leilão ou para serem amassados (ferrosos).

A operação ocorre em parceria com a Associação de Pátios de Veículos Apreendidos e Reboques do Estado de Santa Catarina nos 310 pátios espalhados pelo estado, que incluem espaços da Polícia Rodoviária Federal (PRF), de prefeituras (públicos e licitados) e de delegacias de polícia.

Ao todo, a ação já ocorreu em 19 municípios catarinenses, segundo o Detran.

Segundo o presidente do órgão, Kennedy Nunes, um convênio com o Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC) deve ser firmado até final de fevereiro para agilizar o processo de leilão de veículos, mesmo antes de serem destinados a ferrosos (quando não podem mais circular e precisam ser destruídos e vendidos como sucata).

No início da operação, conforme a instituição, havia 26.168 veículos nos pátios. Desses, 17.339 estão com algum tipo de restrição judicial, que serão alvos da cooperação com o TJSC.

“O Detran/SC está contribuindo para acabar com a possibilidade de criadouro para o mosquito da dengue. Os carros nos pátios, em razão das chuvas, podem se transformar em local propício para os mosquitos se proliferarem”, afirma.

Veículos amassados por cidade:
Brusque: 700
Massaranduba: 100
Laguna: 200
Guaramirim: 250
Tubarão: 380
Balneário Piçarras: 120
Barra Velha: 320
Gaspar: 120
Sombrio: 70
Tijucas: 180
São João Batista: 180
Capivari, Paulo Lopes e Imbituba: 400
Itapema: 160
Balneário Camboriú: 550
Indaial: 220
Videira: 194
Caçador: 540

Dengue em SC
Segundo a Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive), até o dia 20 de fevereiro, foram identificados 12.885 focos do mosquito Aedes aegypti em 215 dos 295 municípios catarinenses. Ao todo, 155 cidades são consideradas infestados pelo mosquito.

O número de casos prováveis de dengue registrados chega a 17.696 em 177 municípios catarinenses, um aumento de 650% em relação ao mesmo período do ano passado. Segundo o boletim Levantamento de Índice Rápido para o Aedes aegypti (LIRAa), 47 municípios de Santa Catarina apresentam alto risco de transmissão de dengue.

Fonte/G1sc

Grupo de Notícias