Segurança

Polícia Civil reconstitui crime de homicídio em Papanduva.

 

A Polícia Civil de Papanduva realizou nesta sexta-feira, 22, a reprodução simulada dos fatos relacionados a um homicídio ocorrido no sábado, 16, em Papanduva, na localidade da Pratinha. Edilson Malikoski, de 24 anos, foi morto a tiros durante uma discussão em um bar.

A Polícia Civil ressalta que a reprodução simulada dos fatos trata-se de um exame pericial realizado quando houver divergências entre as versões trazidas pelas testemunhas, pela vítima ou indiciado/acusado.

CRIME OCORREU HÁ 7 DIAS

Conforme o boletim da Polícia Militar, o caso foi registrado por volta das 22h do sábado, 16, em um bar da localidade da Pratinha, em Papanduva. Ao chegar no estabelecimento onde a ocorrência foi registrada, os policiais conversaram com a proprietária e com sua filha. Elas relataram que um homem teria entrado no bar e iniciado discussão com Edilson e um outro rapaz.

Durante a discussão, o homem teria sacado uma arma e atirado contra Edilson. Ele morreu ainda no local. As autoridades localizaram o suspeito do lado de fora de sua residência. Ele foi preso em flagrante e encaminhado à Delegacia de Mafra.

O outro homem que estava com o atirador no momento do crime também recebeu voz de prisão. Ele relatou que teria jogado uma das vítimas no chão antes do outro suspeito ter efetuado os disparos.

Edilson foi velado no salão da capela Santa Bárbara dos Gramados e sepultado na segunda-feira, 18, no cemitério da localidade da Pratinha. Ele era engenheiro agrônomo e trabalhava em uma empresa cerealista da região.

 

Por Jmais

Grupo de Notícias