Segurança

Homem é condenado a 29 anos de prisão por abusar sexualmente da vizinha e da sobrinha

Sede do Forum de Lages, onde ocorreu o julgamento. Foto : divulgação

 

Crimes aconteceram entre 2014 e 2015, mas o caso só veio à tona anos mais tarde. Segundo as investigações, o réu se aproveitou do convívio diário com as vítimas para abusar delas.

Em Lages, um homem denunciado pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) por estupro contra vulnerável foi condenado a 29 anos de reclusão. Ele está cumprindo a pena em regime fechado até que um eventual recurso da defesa seja julgado. O caso encontra-se em segredo de justiça.

Segundo consta nos autos, o réu, hoje com 64 anos, abusou da sobrinha e da vizinha diversas vezes entre 2014 e 2015, quando ambas tinham menos de 14 anos, o que as torna vulneráveis aos olhos da lei. Só anos mais tarde elas contaram aos pais o que haviam sofrido, e o Conselho Tutelar foi acionado.

O homem foi denunciado pela 1ª Promotoria de Justiça da Comarca de Lages em janeiro de 2022, sob a acusação de submeter as vítimas a atos libidinosos reiteradas vezes, esfregando suas partes íntimas e tentando forçá-las a beijá-lo e a praticar conjunção carnal com ele.

As investigações mostraram que o réu se aproveitou do convívio diário com a sobrinha e a vizinha para cometer os crimes. Ele respondeu ao processo em liberdade, mas foi preso pela Polícia Civil na semana passada, logo após a publicação da sentença, e desde então permanece no Presídio Regional Masculino.

 

Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social do MPSC
Correspondente regional em Lages
Grupo de Notícias