Geral

Décimo terceiro salário: especialista dá dicas para tirar o melhor proveito com a ‘grana extra’

Uma data muito esperada pelos trabalhadores é 30 de novembro, dia do pagamento da 1ª parcela do décimo terceiro salário. Com um valor extra “pingando na conta”, é muito importante saber usar o recurso com sabedoria e cuidados, afirma especialista.

O pagamento do décimo terceiro salário é direito garantido para trabalhadores CLTs em todo o Brasil. No ano passado, de acordo com o Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), estima-se que o benefício injetou mais de R$ 250 bilhões na economia brasileira.

Contudo, o educador financeiro do Sicoob, Renato Costa, afirma que a empolgação com a grana extra deve ficar de lado e a razão deve imperar neste momento.

“Muita gente, ao ver o dinheiro extra na conta, acaba se admirando e passa a gastar mais do que o necessário – ainda mais com períodos bastante sedutores para os consumidores, como as promoções de Natal”, afirma.

O especialista ainda reforça que é preciso atenção a diversos fatores que podem gerar grandes impactos no orçamento familiar nos próximos meses. A principal dica é sempre fazer as contas, seja no papel ou em uma planilha eletrônica. Ainda, Costa afirma que em caso da pessoa possuir dívidas, o ideal é usar o valor para quitá-las.

Essa condição tem uma razão, de acordo com o especialista. Um levantamento da LCA Consultores, a partir de dados do BC (Banco Central) revela que de dezembro de 2019 a julho de 2023, houve um acréscimo de inadimplentes e tomadores de crédito na ordem de 60%.

“A inadimplência é uma bola de neve. Se você não paga a dívida, ela começa a crescer e consumir cada vez mais a sua renda. Por isso, negociar pagamentos à vista pode auxiliar – e muito – a fugir dessa situação”, comenta Renato.

Atenção especial aos gastos de início de ano
Outros gastos que requerem atenção total são os famosos gastos de início de ano. IPTU, IPVA, material e matrícula escolar, etc. “Dá para guardar uma porcentagem do valor para já se programar. Inclusive com investimentos de curto prazo, que vão lhe dar alguma rentabilidade”, destaca.

Mas, para quem não tem dívidas em atraso, o educador financeiro tem algumas dicas para o que décimo terceiro salário não seja desperdiçado esse ano. “Construir uma reserva financeira é o passo mais seguro.

“No orçamento familiar, é extremamente necessário ter uma margem para imprevistos ou até para investir em um sonho, como abrir seu próprio negócio ou fazer uma viagem bacana”, afirma.

Veja as principais dicas do educador financeiro
Organize suas finanças e quite dívidas;
Separe uma parte para gastos previstos, como IPVA e IPTU;
Destine outra parte para gastos imprevistos;
Tentar fazer a famosa reserva financeira; e
Investir o restante.
Como surgiu o décimo terceiro salário
Conforme lei criada em 1962, os trabalhadores têm até o dia 30 de novembro para receber a primeira parcela. Mas o décimo terceiro pode ser pago em parcela única ou dividido em até duas, sendo que a segunda deve cair na conta até o dia 20 de dezembro.

Em alguns casos o valor pode ser antecipado para o mês em que o trabalhador tira férias remuneradas, caso ele tenha solicitado essa opção e a empresa acordado.

Afinal, quem tem direito?
Todo trabalhador em regime previsto na CLT que atuou por 15 dias ou mais durante o ano e que não tenha sido demitido por justa causa tem direito à gratificação. Em caso de estágio, como não é regido pela CLT, o empregador não é obrigado a fazer o pagamento do benefício.

Como calcular o décimo terceiro salário
Receberá o valor do décimo terceiro salário integral apenas quem trabalhou no mínimo 12 meses – um ano – na mesma empresa. Caso contrário, o trabalhador recebe o valor proporcional aos meses trabalhados.

Se o funcionário trabalhou 15 dias no mês ele tem direito a 1/12 (um doze avos) do salário total. Dessa forma, o cálculo do 13º considera como um mês inteiro o prazo de 15 dias trabalhados.

Quem trabalha há menos de 1 ano na empresa, deve calcular com base nos meses trabalhados. Dividindo o salário em 12 e calculado pelos meses trabalhados. Vale lembrar que o 13º também possui os descontos.

Fonte/NDmais

Grupo de Notícias