Geral

Assistência Social lança projeto para beneficiar instituições de municípios que decretaram Emergência e Calamidade

 

A Secretaria de Estado da Assistência Social, Mulher e Família lança nesta semana mais uma ação para beneficiar os municípios que decretaram Situação de Emergência ou Calamidade por causa das chuvas do ano passado: é o SC Solidária que vai proporcionar a entrega de diversos itens para instituições de 15 municípios catarinenses mais atingidos pelas enchentes.

Para o projeto, a SAS assinou um Termo de Doação com a Superintendência Estadual dos Correios que garante o reaproveitamento de materiais decorrentes de itens de refugo postal, ou seja, que não foram retirados das agências no prazo estabelecido por lei.

Todos os itens foram separados em quatro tipos de kits pelos servidores da SAS e agora começam a ser entregues para as instituições como Apaes, lar de idosos, crianças, entre outras.

Uma das beneficiadas, nesta segunda, foi a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Rio do Sul, que por meio do seu diretor administrativo, Jean Marcos Baumer, agradeceu as doações. “Esse material vem num momento muito importante do pós-cheias pois ainda somos impactados. Ele vai ajudar os nossos atendimentos, atividades e até algumas das nossas famílias que foram atingidas nas enchentes”, afirmou.

O primeiro kit é composto de utensílios de cozinha mais itens de cama, mesa ou banho. O segundo de artigos de higiene pessoal e beleza, o terceiro de vestuário misto incluindo peças de adulto e infantil e o quarto kit de artigos diversos.

De acordo com a secretária da SAS, Maria Helena Zimmermann, o objetivo do SC Solidária é promover melhorias nas condições de vida da população atingida por eventos climáticos. “Com essa ação estamos beneficiando instituições de cidades que possuem decreto de Calamidade Pública e Situação de Emergência em vigência e apoiando a reestruturação da oferta de serviços públicos e programas sociais no estado. São produtos que agora terão mais utilidade para essas entidades”.

Definição dos beneficiados

Ao todo, 15 municípios elencados no ranking dos mais afetados em função das condições climáticas, durante os meses de outubro e novembro de 2023, serão beneficiados.

A disposição das cidades se deu pelo cruzamento de dados colhidos pela Secretaria de Estado da Assistência Social, Mulher e Família e do Relatório Gerencial fornecido pela Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil. Os critérios foram selecionados devido à sua relevância na mensuração dos danos causados por eventos calamitosos, fornecendo uma perspectiva abrangente sobre a extensão dos estragos e as necessidades dos municípios impactados.

A ação está sendo desenvolvida em parceria com a Federação Catarinense dos Municípios (Fecam) e com o Colegiado Estadual de Gestores Municipais de Assistência Social (Coegemas).

Jornalista Helena Marquardt (Assessoria de Comunicação).

Foto: Joel Arcanjo Lino/ SAS
Secretaria de Estado da Assistência Social, Mulher e Família

Grupo de Notícias